Seguidores

terça-feira, 28 de julho de 2009

Polivalente


Por onde andam meus pensamentos.
Eles vêm e vão e não se apegam a nada, estão perdidos.
Eles viajam, passeiam por lembranças e se inquietam com o que vem por aí. Nunca param.
Gosto quando eles percebem coisas que minha esperança não domina mais.
Gosto também quando eles ressuscitam pessoas, coisas imagéticas que só mesmo os meus pensamentos poderiam conseguir.
Minha memória se inquieta com seus poderes, eles a remexem. Muitas vezes somente minhas lágrimas podem ajudá-la.
Meus pensamentos gostam de fazer perguntas de tudo aquilo que poderia ter sido mas não foi.
Muitas vezes, as palavras tentam dominá-los. Usam textos e diálogos para tal. No final, a essência dos meus pensamentos fica incompreendida.
Incompreendido é também meu coração. Meus pensamentos nunca o perdoam e querem sempre reviver o que já deixou de ser amor, culpa e dor.
Por outro lado, existem momentos em que meus pensamentos conseguem unir esperança, fé, memória, dúvidas e palavras. Acreditem, isso faz com que meu coração fique polivalente e até mesmo equilibrado.

sábado, 11 de julho de 2009

Agora vamos comigo


Hoje carrego quem me carregou ontem.
Levo quem me levou ontem e faço questão.
Aqui não tem nada de altruísmo não senhor.
É só um favor bem retribuído a quem me prestou grandes favores dias atrás.
Hoje e amanhã posso andar de mãos dadas novamente a quem já o fêz com tanto bom grado.
Faço vontades e até mesmo excentricidades para quem já realizou muitas para mim.
Como posso dizer não? Hoje não cabe fazer recusas, nem devo fazê-las pois como ficaria minha consciência?
Eis um dos motivos da falta de altruísmo, minhas atitudes foram feitas para poupar a consciência.
Outro motivo é apenas esse: vale a pena sim senhor.
Ela merece tal como um dia também tive suas atenções mais carinhosas.
Minha mãe hoje vai comigo.


quarta-feira, 1 de julho de 2009

Férias pra que te quero?


Quero porque quero tirar férias e amanhã saio de férias.

Grande abraço a todos!!